Sousa/PB -
Cerimônia

Prefeitura empossa novos Agentes Comunitários de Saúde no município de São Francisco, aprovados em Concurso Público

A posse desses novos membros representa um passo importante para fortalecer o sistema de saúde local e garantir um atendimento de qualidade à toda população de São Francisco!

Da Redação Repórter PB

03/04/2024 às 08:15

Imagem Posse de novos Agentes Comunitários de Saúde no município de São Francisco

Posse de novos Agentes Comunitários de Saúde no município de São Francisco ‧ Foto: Divulgação

Tamanho da fonte

Nessa terça-feira (02), aconteceu no Gabinete do Prefeito a cerimônia de posse dos novos profissionais que irão atuar como Agentes Comunitários de Saúde (ACS) no município, aprovados em Concurso Público.

São eles, Cristiano Candido de Sousa (Ramada) e Liliana Maria da Silva (Sítio Riacho Seco, Cacimbinha I e Sítio Viturino).

A posse desses novos membros representa um passo importante para fortalecer o sistema de saúde local e garantir um atendimento de qualidade à toda população de São Francisco.

O Agente Comunitário em Saúde (ACS) é fundamental para o modelo de atenção, pois realiza a integração dos serviços de saúde da Atenção Básica com a comunidade. Tem como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS.

As equipes de ACS devem estar vinculadas às Unidades de Saúde, seguindo os critérios da Política Nacional da Atenção Básica (PNAB), visando à cobertura de um território específico. O número de ACS por equipe deverá ser definido de acordo com base populacional, critérios demográficos, epidemiológicos e socioeconômicos, de acordo com definição local.

Cada ACS deve realizar as ações previstas nas regulamentações vigentes e na PNAB e ter uma microárea sob sua responsabilidade, cuja população não ultrapasse 750 pessoas. As atividades do ACS devem se dar pela lógica do planejamento do processo de trabalho a partir das necessidades do território, com priorização para população com maior grau de vulnerabilidade e de risco epidemiológico.

Fonte: Repórter PB

Ads 728x90

QR Code

Para ler no celular, basta apontar a câmera

Comentários

Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.